Lá no palácio das Abelhas a menina dizia ao ouvido da boneca: "'eu' para mim é pouco"

...lá no palácio das Abelhas a menina dizia ao ouvido da boneca:

-Já reparou, Emília, como é bem arrumado esse reino? Uma verdadeira maravilha de ordem, economia e inteligência! Estive no quarto das crianças. Que gracinha! Cada qual no seu berço de cera, com pernas e braços cruzados, todas tão alvas, dormindo naquele sono gostoso... O que admiro é como as abelhas sabem aproveitar o espaço. Como sabem economizar a cera, tudo dispondo de modo que a colmeia funcione como se fosse um relógio. Ah, se o nosso reino também fosse assim... Aqui não há pobres nem ricos. Não se vê um aleijado, um cego, um tuberculoso. Todos trabalham, felizes e contentes.
— Isso não! — contestou a boneca. — O besouro é aleijado e pede esmolas.
— Besouro não é abelha, boba. Estou falando das abelhas.
— E quem manda aqui? Quem é o delegado? – perguntou Emília.
— Ninguém manda — e é isso o mais curioso. — Ninguém manda e todos obedecem.
— Não pode ser! — exclamou a boneca. — Quem manda há de ser a rainha. Vou perguntar. e chamou uma abelha que ia passando.
— Faça o favor, senhora abelhinha, de nos dar uma informação. Quem é, afinal de contas, que manda neste reino? A rainha?”
— Não senhora! — respondeu a abelha. — Nós não temos governo, porque não precisamos de governo. Cada qual nasce com o governo dentro de si, sabendo perfeitamente o que deve e o que não deve fazer.
Nesse ponto somos perfeitas.
Narizinho ficou admirada daquelas idéias, e viu que era assim mesmo. “Que pena que também não seja assim na humanidade!”
— De manhã saímos todas — continuou a abelha — cada uma para o seu lado, a fim de recolher o mel das flores e o pólen. É disso que nos alimentamos. Depois guardamos o mel nos favos. Se há consertos a fazer, qualquer uma de nós os faz sem que seja preciso ordem.
As Reinações de Narizinho - Monteiro Lobato

E sinto - 'eu' para mim é pouco.
Vladimir Maiakovski

5 comentários:

  1. Um dos melhores textos que li no blog até agora!

    É muito interessante ver como o conceito de auto-organização e anarquia funcionam tão bem na natureza!

    A frase da abelha:
    "Nós não temos governo, porque não precisamos de governo. Cada qual nasce com o governo dentro de si, sabendo perfeitamente o que deve e o que não deve fazer. Nesse ponto somos perfeitas. "

    foi muito fera!

    parabéns! :)

    ResponderExcluir
  2. Como são chatas as abelhas.
    Quem aguentaria uma vida tão repetitiva?
    É por isso q nós, humanos (hahaha), vamos destruir toda e qualquer natureza.

    ResponderExcluir
  3. inclusive a natureza humana né

    ResponderExcluir
  4. Nossa,eu li essa poesia quando estava no primário e nunca mais me esqueci,trata-se realmente da vida na natureza,tudo é perfeito e maravilhoso. o tempo passa rápido num piscar de olhos!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...