Monstros Alados - Cris Penoni

Translação

Os ponteiros se arrastam

Vejo o 3 
virar 4 
e 5
e 6
e
6
.
Damos feliz Natal
No Ano Novo
Pulando Carnaval
Enquanto jejuamos
Aplaudindo Dom Pedro
Pela Padroeira do Brasil
Proclamando a República.
.
As coisas que existem no mundo: 
o computador, 
a bibliografia, 
o prazo, 
a enxaqueca
 
1 note
Kandinsky

O beijo

A parede beijou o menino
Eu juro que aconteceu
Ele vinha cambaleante
Ele vinha assim meio sem rumo
Ele nem era bonito
(quero dizer, depende do que é que você considera bonito)
Mas a parede viu o menino
E foi amor à primeira vista
A parede ficou louca
Começou a dançar na frente do pobre garoto
E a passos vacilantes
Passos cada vez mais incertos
Os dois chegaram infinitamente próximos um do outro
Ela abraçou o menino
O jogou pra trás
E tascou um beijo
Um bem grande, daqueles de cinema
E agora você vem me dizer que parede não tem sentimento, que parede não beija, que parede não ama? 
Que parede não pode ser sujeito para frase cujo verbo é beijar?

2 comentários:

  1. Eu acho que a parede não só pode, ela deve.

    Belíssimos poemas...

    ResponderExcluir
  2. Olhando bem, até que minha parede é gostosa... Adorei as poesias.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...